Conheça os efeitos desse alimento para o seu cãozinho

É difícil encontrar quem não goste de chocolate, ele proporciona uma grande sensação de bem-estar, reduz o estresse e alivia dores. Porém, se você está pensando em oferecer para o seu pet, essa não é uma boa ideia! Isso porque ele pode causar consequências que fazem mal.

Na data em que se comemora o Dia do Chocolate (7), o Eu, Você e os Pets conversou com a veterinária nutricionista, Shelly Oliveira, que cuida da alimentação do Armandinho e da Nina, para esclarecer as principais dúvidas em relação ao tema.

Shelly Oliveira é a nutricionista do Armandinho e da Nina

Por que não posso dar chocolate para o meu cãozinho?

De acordo com a profissional, o principal problema do chocolate para os cães, é uma substância presente nele, chamada Teobromina, semelhante a cafeína e altamente tóxicas aos pets.

Quais são os sinais de que o cachorro está intoxicado por chocolate?

Apesar do cuidado dos tutores em não oferecer o doce para os cãezinhos, pode acontecer do pet conseguir alcançar e ingerir chocolate por acidente. Então, como ter certeza de que seu companheiro realmente comeu chocolate?

Shelly aponta que sintomas como taquicardia, excitação, distensão abdominal, espasmos musculares, vômitos, diarreias, aumento do consumo de água e temperatura corporal, podem surgir com a ingestão de chocolate. A guloseima ainda pode levar os cães a um quadro de pancreatite devido ao alto teor de gordura na composição.

O que fazer se meu cachorro apresentar esses sintomas?

Ao identificar qualquer um desses sintomas no seu bichinho de estimação, procure um veterinário imediatamente. Se souber, é importante informar ao profissional sobre o tipo e a quantidade ingerida, para que ele possa tratar os sintomas de forma mais eficiente e evitar um possível quadro de intoxicação.

Opções seguras e saudáveis

Caso queira agradar seu pet com uma guloseima especial, no mercado pet estão disponíveis diversos chocolates feitos especialmente para nossos amigos de quatro patas. Esses produtos não são tóxicos e são produzidos com alfarroba, fruto rico em vitaminas e minerais.

Outra opção, é dar frutas que os cachorros podem comer, como banana e maçã. Elas são doces e agradam o paladar do seu cãozinho, sem causar riscos.

Receitinha Pet

No entanto, se você quiser comemorar o Dia do Chocolate como se deve, é só seguir essa receitinha, aprovada pela nutricionista Shelly, que ensinaremos abaixo. O Armandinho e a Nina amaram e auprovaram!

Foto reprodução do blog “Tudo sobre cachorros, por Halina Medina”

INGREDIENTES:

½ xícara de alfarroba em pó

½ xícara de farelo ou farinha de aveia

2 envelopes de gelatina em pó sem sabor

10 colheres de sopa de água para hidratar a gelatina e ½ xícara para a massa

MODO DE PREPARO:

1. Em um recipiente misture a alfarroba e o farelo de aveia, adicionando água aos poucos

2. Hidrate a gelatina de acordo com as instruções da embalagem

3. Adicione a gelatina à mistura e mexa até ficar bem homogêneo

4. Coloque em forminhas e leve à geladeira por 2 horas ou até endurecer

E está pronto o seu chocolate para pets! É só desenformar e servir aos poucos para o seu aumigo. Essa receita dura até 8 dias na geladeira.

Mas atenção, é importante sempre conversar com um veterinário antes de oferecer novos alimentos para o seu pet. Essa receita é apenas um aperitivo, que não deve ser dado em grandes quantidades e nem em substituição a uma alimentação balanceada.

Curtiu essa dica? Aproveite para preparar essa receita deliciosa para o seu filho de quatro patas. Não esqueça de compartilhar o resultado e marcar a gente nas redes sociais!

Escrito por: Marina Camaño